As postagens desse blog são em caráter informal e de apego ao saber popular, com seu entusiasmo, exageros, ingenuidade, acertos ou erros.

sexta-feira, 20 de março de 2015

"Saraminda" - José Sarney

Conhecendo algo mais na Literatura Amapaense... 

"Saraminda" é um romance do escritor e político José Sarney ambientado na região do Contestado Franco-Brasileiro. Publicado no ano 2000, caracteriza-se por uma percepção mais íntima e rotineira da região em litígio. Obra pioneira e reveladora desse importante capítulo na história brasileira.

O Contestado Franco-Brasileiro
A região do Contestado era marcada pela exuberância e riquezas naturais. Por essas e outras, também terra cobiçada e disputada secularmente entre dois povos. Seduzidos e entregues à obtenção desses valores em lida rotineira com forças que parecem indomáveis, expressas na natureza selvagem e na ausência de um estado definido e incisivo em sua organização. Assim, essa ambientação influencia cada personagem, como um romance naturalista, com estórias sujeitas às tais forças presentes. Intensas em seu desenvolvimento, transbordando eroticamente no amor e arduamente nos sonhos de riqueza. Esse é o cenário.

Pintura de Baltazar
(Sensualidade inebriante
como a de Saraminda)
A terra seduz e traz para si as personagens: 
SARAMINDA - bela e exótica mestiça guianense, sedutora de paixões e lutas por seus belos olhos verdes e bicos de seio dourados, impondo seus caprichos de fêmea indomável semelhante a terra que seduz e sujeita todos às suas adversidades, no sonho e busca de riquezas; 
CLÉMENT TAMBA - um crioulo de Caiena no encalço do ouro recém-descoberto no rio Calçoene (migrante como tantos outros que o antecederam e precederam); 
CLETO BONFIM - brasileiro dono de garimpo, arrebatado pelo novo eldorado e pela paixão desenfreada por Saraminda;
JACQUES KEMPER - francês vindo de Paris com uma entrega aos caprichosos desejos da mulata (por suas constatações, sujeições e descobertas, traz reflexões sobre essa sociedade que figura ora anárquica ora selvagem, insurgente, envolvente e incisiva em sua vida também). Essas são as principais personagens.

Paisagem Amazônica (Pintura de Carla Marinho)
A estória se passa no fim do século XIX, tem particularidades como a presença do Cabralzinho (aceitável ou não em suas ações e propósitos, pois o romance é binacional) e na narração apoiada nas lembranças de Tamba (que coloca o leitor como um confidente, vendo-se considerações ou desabafos das personagens por suas escolhas e condutas). Tanto o lado francês (em Caiena) quanto o do Brasil (adjacências) são mostrados em situação de tristeza e dificuldades. Reflexão para a ferrenha disputa pela região. É onde se encontrava La Couleur... 

O foco é a terra e suas facetas, envolvendo brasileiros e franceses em paixões e lutas. Romance pioneiro sobre essa disputa no Amapá. Diferente e interessante em uma atípica narrativa de amor e ódio.
Em minha visão a estória não é bonita, mas forte e reveladora dos idos do Contestado. Essa foi a sedução em minha leitura.

Título: Saraminda  
Autor: José Sarney
Páginas: 250

Editora: Siciliano
Ano: 2000
ISBN: 85-267-0859-7
Temas: Romance / Amapá / Contestado Franco-Brasileiro


TAÍ, GALERA! MAIS UMA OBRA PARA CONHECER E CURTIR!